Os portugueses estão a adotar cada vez mais hábitos de reciclagem, fruto, também, das medidas de sensibilização implementadas pelos municípios. Um desses exemplos visíveis está no concelho de Fornos de Algodres que, pela sua proximidade com a serra da Estrela, exige mais rigor nas políticas ambientais.

No seguimento dessas estratégias que o Município tem vindo a implementar, a reciclagem em 2020 cresceu 66%, face a 2018 (ano de referência). Este crescimento indica que cada habitante esteja a reciclar cerca de 49 kg/hab.ano, ao invés dos 28 kg/hab.ano em 2017.

“Orgulhamo-nos de todos vós, que têm contribuído para crescimentos fantásticos na reciclagem realizada no concelho e, assim, são um exemplo de cidadania, consciência social e preocupação com o futuro do planeta a que chamamos casa. Senão, vejamos: 

Em 2018 reciclávamos 56 toneladas de papel. Pois, passados apenas 2 anos, reciclamos mais do dobro – 91 toneladas. Também no que respeita ao vidro, em dois anos, passámos de 49 toneladas para 75 toneladas. E, no plástico, demos um salto de 28 toneladas, em 2018, para 55 toneladas em 2020”, refere a autarquia, sublinhando o bom resultado pelos números apresentados, tendo em conta a dimensão do concelho.

Por último, e com base nos hábitos de reciclagem alcançados no concelho de Fornos de Algodres, o executivo camarário mostra-se orgulhoso da consciência social dos munícipes e acredita que há razões para ir mais além. “Daqui a um ou dois anos queremos estar aqui para vos voltar a dar os parabéns por novo crescimento exponencial nos números. Nós agradecemos, os vossos filhos agradecem, e o mundo também”.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário