Os novos juízes da República do Couto Misto

O Couto Misto foi uma zona de fronteira entre Montalegre e a Galiza e era governado democraticamente por juízes eleitos pelos chefes de família dos povos da região.
Durante oito séculos, os habitantes instituiram um micro-estado autónomo e criaram privilégios que os reinos de Portugal e de Espanha foram obrigados a consentir, por não terem domínio absoluto sobre aquela pequena região.
Na aldeia de Santiago de Rubiás, capital do Couto Misto. Cumpriu-se a tradição anual para evocar simbolicamente a nomeação dos ‘Juízes Honorários’, os detentores das três chaves de uma arca de madeira, onde eram guardados os documentos oficiais.

A cerimónia, carregada de simbolismo e significado histórico, nomeou “Juízes do Couto” Alejandro Rubín, Diretor-geral da Expourense, Valentín García, Secretário da Política Linguística da Junta da Galiza, o presidente da câmara de Monção e o Alcaide de Salvaterra de Miño.

 


Ver mais...